back Voltar ao Blog



6 bailados a ver pelo menos uma vez na vida # La Sylphide


La Sylphide

La Sylphide é considerado o bailado inaugural do período romântico com tutus acima do tornozelo, trabalho em pontas do início ao fim do espetáculo, muitos saltos e temáticas amorosas e fantásticas. Filippo Taglioni coreografou em 1832 este bailado pensando na sua filha como prima bailarina. Marie Taglioni interpretava o papel de Sylphide, uma fada do bosque delicada e inocente, que encantava qualquer um com a sua beleza.
La Sylphide conta a história de James, um camponês escocês que no dia do seu casamento com Effie, conhece uma pequena Sylphide e fica perdido de amores por ela. Após abandonar a sua noiva, James tenta a toda a custa conquistar Sylphide, mas é impossível construir uma relação tendo em conta que ele é um mero mortal e ela um ser místico. Uma bruxa chamada Madge apercebe-se da paixão dos dois e oferece um lenço a James para que Sylphide se torne humana. Entretanto surge Effie que esqueceu James e se casou com outro jovem. James e Madge entram em luta e este acaba finalmente por morrer.
La Sylphide é um dos bailados com mais história e com maior significação que não pode deixar de ser visto pelo menos uma vez na vida.

Lucie.Barreira
Fonte: http://www.espalhafactos.com/2014/04/29/6-bailados-a-ver-pelo-menos-uma-vez-na-vida/
Quinta, 13 de Novembro, 2014 por Lucie.Barreira