back Voltar ao Blog



6 bailados a ver pelo menos uma vez na vida # Sagração da Primavera


A Sagração da Primavera é considerado o primeiro bailado moderno que veio romper com os cânones tradicionais do ballet romântico. Vaslav Ninjinski foi o coreógrafo que juntamente com música de Stravinsky revolucionaram o mundo da arte.
A Sagração da Primavera é uma obra que se baseia num ritual pagão sagrado em que uma jovem virgem é sacrificada, como forma de agradecimento ao Deus da Primavera. A escolhida deve dançar até à morte com o objetivo de ganhar a benevolência deste Deus. É uma peça extremamente pesada e violenta, em que os movimentos descoordenados e frenéticos eram executados pelos bailarinos ao som nada normal de um fagote.

Quando este bailado estreou em 1913 pelos Ballet Russes houve uma autêntica revolução no público sendo necessária uma intervenção policial para acalmar os ânimos. Enquanto tudo isto acontecia, o espetáculo continuou: os bailarinos não pararam de dançar, nem os músicos de tocar. Para a jovem Maria Piltz não foi uma situação fácil, uma vez que foi durante o seu solo final que a plateia mais se revoltou.
A Sagração da Primavera é uma das obras mais mediáticas do mundo da dança, havendo já um grande número de reintrepretações desta peça por grandes coreógrafos como Pina Bausch, Martha Graham ou Olga Roriz.

Lucie.Barreira
Fonte: http://www.espalhafactos.com/2014/04/29/6-bailados-a-ver-pelo-menos-uma-vez-na-vida/
Quinta, 04 de Dezembro, 2014 por Lucie.Barreira