back Voltar ao Blog



Lago dos Cisnes, 136 anos a encantar


O Lago dos Cisnes está para o mundo do bailado como a história do Capuchinho Vermelho para os contos tradicionais. Ou seja, um dos mais espetaculares bailados, que ano após ano se apresenta em diversas sessões por todo o território nacional.

O bailado dramático narra a história de Odette, uma jovem amaldiçoada pelo feiticeiro Von Rothbart, condenada à figura de Cisne durante o dia e de Ser Humano durante a noite. Somente uma declaração de amor verdadeiro a poderá libertar da maldição.

Teatro José Lúcio da Silva, em Leiria, esgotado

Eu assisti pela primeira vez dia 19 de dezembro, no Teatro José Lúcio da Silva, em Leiria. Com sala esgotada, público maioritariamente feminino e espírito natalício no ar. A interpretação foi feita pela Russian Classical Ballet, liderada por Evgeniya Bespalova.

Durante mais de 1 hora e meia eu não consegui desviar o olhar do palco. Seria pela genialidade da música do compositor Tchaikovski? pela destreza dos movimentos de Siegfried? das bailarinas? da criatividade artística? ou seria da liberdade interpretativa que cada um de nós na plateia podia fazer de cada ato?

Inspirado em contos tradicionais russos

O enredo foi escrito por Begitchev, Geltser, e pelo próprio compositor, porém, nunca saberemos qual a verdadeira fonte inspiradora. Basearam-se possivelmente em lendas russas que sempre cantaram a pureza do cisne, uma delas, «O Pato Branco», conto tradicional russo recolhido por Afanasyev, ou «O Véu Roubado», de Musaus.

Première em 27 de fevereiro de 1877

Desde a sua pouco gloriosa estreia no ano de 1877, no Teatro Bolshoi, em Moscovo, que já foi revisitado inúmeras vezes por todo o mundo, em versões que tomaram as mais diversas formas e feitios.

A música de Tchaikovski continua, no entanto, a ser a grande inspiração, mesmo nas produções que mais romperam com a tradição. O segundo ato é também o ato icónico e praticamente intocável de todo o classicismo da dança, na sua conceção quase abstrata da figura de mulher-cisne e na utilização do corpo de baile.

Flor
Este texto foi escrito ao abrigo do Novo Acordo Ortográfico.
Quarta, 01 de Janeiro, 2014 por Flor